18 do FORTE DE COPACABANA









Pessoal, eis aqui algumas fotos do Forte militar de Copacabana lá no Rio! (fotos minhas! Eba eu estive lá!)
Foi neste local que, em 1922, ocorreu uma rebelião dos militares. Vários motivos aborrecieram-nos: o presidente E. Pessoa tinha nomeado um civil para ocupar o Ministério da Guerra; Hermes da Fonseca, alto escalão militar, tinha sido insultado nas Cartas Falsas, atribuídas ao candidato (e eleito) presidente Artur Bernardes; e por último o sargento Hermes da Fonseca disse aos soldados de Recife para não reprimirem rebeliões populares por lá - uma afronta ao poder federal. Por isso, ele acabou sendo preso, e o Clube Militar foi fechado.
Estoura então o levante, que surpreendentemente, não teve adesão de outras unidades além do Forte de Copacabana e do Clube Militar. Algumas balas de canhão foram atiradas. A reação federal foi rápida: comandantes dos quartéis haviam sido trocados pra evitar adesões, e os militares do Forte cercados rapidamente. O tentente Euclides Hermes (filho de H. da Fonseca) e Siqueira Campos permitiram a saída dos que não queriam combater: sobraram pouco mais de 20 combatentes. O tenente Euclides Hermes, que saiu do Forte pra negociar, foi preso.
O que fizeram os revoltosos? Disparam os canhões do Forte contra o RJ? Não!
Siqueira Campos decidiu então marchar pela avenida Atlântica!!!!! Combatendo.



Em pouco tempo eram 18: 17 militares e 1 civil. Mais uns metros... eram 10 pessoas... Enfrentando uma tropa legalista de 3mil soldados!!!!!!!!!!!! Por fim, após tiroteio, sobraram dois tenentes feridos, que morreram depois pelos ferimentos.



Comentários

Marquinhos Prado disse…
Belas fotos Nati, realmente nossa viagem foi muito boa, mais uma vez parabens pelo blog.
Natália T. disse…
O RJ é demais né?!! Mas felizmente precisaremos voltar lá mais uma vez pra conhecer o que faltou!

Postagens mais visitadas